E LEMBRE-SE! ...

... não te esqueças de agradecer ao bom Deus pelo dom maravilhoso da vida! L.s.N.S.J.C.!

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

FELIZ Natal do Senhor!

ENFIM o Verbo se fez carne; a promessa se concretizou em sua plenitude.

Alguém já parou para refletir sobre o sentido do Natal? Digo assim refletindo sobre uma criança que um dia há quase 2017 anos que nasceu numa aldeia muito pobre, para onde seu pai adotivo José e sua mãe Maria tiveram de ir a fim de cumprir um decreto imperial, para recenseamento. O Menino Jesus, o Deus Menino, portanto, nasceu no contexto da lei dos homens. Com o recenseamento, César saberia de quantos cobrar o imposto. Jesus nasce num contexto de exploração.

O dia em si, 25 de dezembro, sabemos ser uma convenção. O dia do nascimento de Jesus pode ter sido outra data, não sabemos e jamais saberemos ao certo. Isso não tem importância alguma. O importante é que foi escolhida uma data especial para festejarmos o nascimento do Deus que se fez Homem.  Festejarmos, comemorarmos e, sobretudo, refletirmos em nossos corações.
Quando vejo uma criança, um bebê recém-nascido, fico a pensar sobre todo esse mistério que envolve a Encarnação. Um menino nasceu, mas não um menino qualquer. Não nasceu num palácio mas num coxo onde os animais comiam, mal cheiro, frio, desconforto, pois "não havia lugar para eles na hospedaria" (Lucas 2, 7). Uma criança nasce dependente de tudo. Depende de sua mãe, principalmente, e esta depende de outros. Deus, embora não precisando, quis depender do homem.

Há, infelizmente, quem separe Jesus de seu Pai. É!A trindade santíssima é um grande mistério que a nós humanos não é permitido desvendar.  Três pessoas em uma só. Mas basta ter fé e acreditar. Está lá na Bíblia: "A Palavra se fez carne a habitou entre nós" (João 1, 14). No início havia a Palavra, que um dia se faria Homem e habitaria entre nós. Deus viria juntar-se a nós e participar da nossa pobre condição, exceto o pecado. Jesus é Deus!

O Senhor dos mares, da terra, das nuvens, do vento, das florestas e montanhas, do dia e da noite... de tudo. 

Pois bem! Um dia o Senhor de todo o Universo, em carne e osso, esteve aqui, e da forma mais humilde possível. Nada de palácios, nada de honrarias, nada de exército... nada. Foi um homem que não tinha uma pedra para reclinar a cabeça. Nasceu, viveu e morreu humilde. 

E continua a estar entre nós, pois Ele disse: "Eis que estou com vocês todos os dias, até o fim do mundo"(Mateus 28, 20). 

Apesar de tudo, há até hoje tem quem não acredite.

Feliz Natal do Senhor a todos nós! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esteja à vontade!