E LEMBRE-SE! ...

... não te esqueças de agradecer ao bom Deus pelo dom maravilhoso da vida! L.s.N.S.J.C.!

domingo, 3 de setembro de 2017

EVANGELHO do Domingo!

Toma a tua cruz e segue-me!


NAQUELE tempo, Jesus começou a mostrar a seus discípulos que devia ir a Jerusalém e sofrer muito da parte dos anciãos, dos sumos sacerdotes e dos mestres da lei, e que devia ser morto e ressuscitar no terceiro dia.

Então, Pedro tomou Jesus à parte e começou a repreendê-lo, dizendo: "Deus não permita tal coisa, Senhor! Que isso nunca te aconteça!"

Jesus, porém, voltou-se para Pedro e disse: "Vai para longe, Satanás! Tu és para mim uma pedra de tropeço, porque não pensas as coisas de Deus, mas sim as coisas dos homens!"

Então Jesus disse aos discípulos: "Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e me siga. Pois, quem quiser salvar a sua vida vai perdê-la; e quem perder a sua vida por causa de mim, vai encontrá-la.

De fato, que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro, mas perder a sua vida? O que poderá alguém dar em troca de sua vida? Porque o Filho do Homem virá na glória do seu Pai, com os seus anjos, e então retribuirá a cada um de acordo com a sua conduta". Palavra da Salvação. Glória a vós, Senhor! (Mateus 16, 21-27)

Vivendo a Palavra


SOMOS seduzidos pelo Senhor, através de sua Palavra, que penetra em nossa vida desejosa de nos transformar. Às vezes não nos damos conta de que o seguimento da pessoa de Jesus Cristo exige de cada um de nós uma liberdade interior, para renunciar a si mesmo e abraçar a cruz para segui-lo mais de perto. A atitude de renúncia perpassa toda a vida cristã. É impossível seguir o homem de Nazaré se não temos no mais profundo do nosso ser o desejo de nos convertermos ao seu ensinamento e à vontade do Pai.

Como discípulos de jesus, somos chamados para termos os mesmos sentimentos que Ele teve. Ele passou pela vida das pessoas fazendo o bem. Se assim agimos, é sinal de que renunciamos à nossa vontade para abraçar o projeto do Cristo. Projeto que se expressa no símbolo da cruz, que a partir de Jesus já não é mais compreendido como objeto de condenação, mas como possibilidade, chance, oportunidade de vida nova, oferecida pelo Cristo em sua doação de vida.

Os discípulos que caminhavam com Jesus, mesmo estando ao seu lado e acompanhando todas as situações de conflito vividas pelo mestre, que não era compreendido por aqueles que administravam a religião e as cidades no seu tempo, ainda estavam cegos para a proposta do Reino de Deus apresentada por Jesus. Pedro quer desviar Jesus de seu caminho, de sua missão. Jesus chama-lhe a atenção duramente. Cristo não é um governante, o Messias desejosos de poder terreno. Não! Ele é o Servo Sofredor. Ele veio para resgatar o ser humano, para salvá-lo, e não estabelecer um reino nos moldes humanos: "Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo, tome sua cruz e me siga".

A palavra de Jesus no evangelho de hoje é forte e nos chama à realidade de nossa própria vida, de nossa opção por ele ou não. Ele convida. Se de fato queremos segui-lo e torná-lo amado e conhecido é preciso que façamos a experiência de renunciar a nós mesmos, para abraçar a cruz e suas consequências. A glória de Deus é a vida do homem, da mulher, diz Santo Irineu. E como ensina nossa fé cristã, é do madeiro da cruz que brota a vida nova para toda a humanidade. Pe. Rodrigo Arnoso, C.Ss.R.

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esteja à vontade!