E LEMBRE-SE! ...

... não te esqueças de agradecer ao bom Deus pelo dom maravilhoso da vida! L.s.N.S.J.C.!

quinta-feira, 19 de abril de 2012

DEUS deu seu filho único para ser a luz do mundo e nos ensinar a iluminar a humanidade

Leniéverson Azeredo Gomes

NOS DIAS de hoje, o gesto de depositar a alguém confiança para desempenhar uma missão nobre e importante, está cada vez ficando menos fácil. É preciso saber se a pessoa tem perfil para tal incumbência, se ela gosta desse específico encargo, se é uma pessoa responsável que saiba “dar conta do recado”, se ela é uma pessoa que tenha credibilidade junto as pessoas, se tem experiência, se ela é qualificada para o determinado ofício, dentre outras coisas.
Ser Sal da Terra e Luz do Mundo como Jesus

Nesta quarta-feira, dia 18abr., em plena segunda semana de Páscoa, a liturgia nos mostra que Deus, assim como nos dias de hoje, confiou a alguém a uma missão muito importante: se doar ao mundo, para que todo aquele que um dia vir a crer n´Ele não pereça, mas tenha a certeza de que obterá a vida eterna.

Sim, amados internautas desse blog, Deus conferiu ao seu Filho Unigênito, Jesus, a missão de salvar o mundo de todo mal e levar a luz para iluminar o caminho das pessoas. Quando lemos em João 3,16-21, o que Deus confiou a Cristo, percebemos Ele, seu filho já nasceu qualificado para a missão.

Jesus, enquanto alguém acreditado pelo Pai, sempre demonstrava ter um sacerdócio por excelência. Porque ensina-nos o “caminho das pedras” que nos ajuda a rumar a salvação, a nos educar que Ele era e sempre será a nossa luz, sempre será a nossa paz, sempre será o nosso “Caminho, a Verdade e a Vida”.


Ele era o Messias, ou seja, o ungido por natureza. Jesus, ainda menino, foi levado por seus por São José e Maria Santíssima, para ser apresentado ao Templo a fim de cumprir uma tradição originária da Lei de Moises, onde “todo primogênito do sexo masculino tinha de ser consagrado ao Senhor”. Na narrativa localizada em Lucas 2,25.34-35, se encontra um homem “muito justo e piedoso” chamado Simeão. Creditado na passagem como profeta, Simeão após abençoar José e Maria, disse algo revelador a mãe de Jesus:


“Eis que esse menino está destinado a ser uma causa de queda e soerguimento para muitos homens em Israel, e a ser um sinal [claro] que provocará contradições, a fim de serem revelados muitos corações. E uma espada transpassará a tua alma”.


De fato, o profeta Simeão expôs a dimensão do Kenosis, ou seja, desse Deus que se “igualou a condição divina, não se prevaleceu de sua igualdade com Deus, mas aniquilou-se a si mesmo, assumindo a sua condição de escravo e assemelhando-se aos homens. E, sendo reconhecido como homem, humilhou-se ainda mais, tornando-se obediente até a morte e morte de cruz” (Fl 2,6-8).


O Filho do Homem já nasceu qualificado, desde a mais tenra idade, Jesus já entendia que tinha de fazer a vontade do Pai. Aos 12 anos, na tradicional festa da Páscoa, após seus pais ficarem aliviados ao tê-lo encontrado, Jesus expressa:


“Porque me procuráveis? Não sabiam que devo ocupar-me das coisas de meu Pai?” (Lc 2,48-49). 


E nós também devemos nos ocupar das coisas do Pai; podemos ser luz para a sociedade. Basta querermos e desejarmos conhecer melhor a Igreja e o Jesus eucarístico. Pois ninguém pode dar aquilo que não tem para oferecer. Então, caríssimos, mãos a obra, vamos arregaçar as mangas e agir. (Blog do Leniéverson, Campos - RJ, Brasil)



Salve Maria!


Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esteja à vontade!