E LEMBRE-SE! ...

... não te esqueças de agradecer ao bom Deus pelo dom maravilhoso da vida! L.s.N.S.J.C.!

segunda-feira, 26 de março de 2012

FORMAÇÃO refletiu a família na Imaculada de Dois Vizinhos

1ª Etapa de Formação das Lideranças que contou com a presença de 481 pessoas refletiu a Família



ACONTECEU no dia 22 de março a Primeira Etapa da Escola de Formação para Lideranças das Comunidades, Pastorais e movimentos da Paróquia Imaculada Conceição. O tema de estudo foi a Família. A formação foi conduzida pelo Pároco padre Valdecir Bressani e contou com a presença de 481 lideranças presentes. Uma segunda turma vai refletir o tema no sábado dia 24 a partir das 8h30 da manhã no Centro Comunitário da Matriz Imaculada. A seguir acompanhe alguns tópicos dos conteúdos que foram abordados no encontro.

Introdução

Família é uma realidade complexa e em transformação. A família se apresenta como campo de tensão. Nela coexistem mecanismos de conflito e de solidariedade. Todos nós temos internalizado um modelo de família, uma idéia do que “deve ser” uma família. A dificuldade em analisarmos e avaliarmos a família está, comumente, vinculada à proximidade que temos com esta realidade. Pensar a família é pensá-la no tempo, no decorrer de seu percurso de vida. Ela não está cristalizada em uma etapa ou momento da vida. Não se trata de idealizar a família. Ela pode ou não ser um lugar seguro para as crianças e adolescentes crescerem. A partir da segunda metade do século XX, a família progressivamente conheceu profundas transformações. As mudanças sociais penetram o âmago das relações familiares. Essas implicam em ganhos e custos sociais e afetivos para a família.


A situação da família hoje pode ser colocada em aspectos positivos e negativos

PONTOS POSITIVOS:

Consciência mais viva da liberdade pessoal; maior qualidade nas relações interpessoais do matrimônio; promoção da dignidade da mulher e da criança; procriação responsável; melhora na educação dos filhos; ajuda recíproca entre as famílias no aspecto material e espiritual; descoberta da missão eclesial própria da família; senso maior de responsabilidade da família na construção de uma sociedade mais justa.

A boa nova da família - Proclamamos o valor da família = escola de fé, espaço de valores humanos e cívicos ... A família é insubstituível para a serenidade pessoal e para a educação de seus filhos (DA 114). Agradecemos com Cristo que eleva a família à dignidade de Igreja Doméstica. Bendizemos – criação do homem e mulher - ainda que hoje se queira confundir esta verdade (DA 116). No seio de uma família a pessoa descobre os motivos e o caminho para pertencer à família de Deus. Deus ama nossas famílias, apesar de tantas feridas e divisões


PONTOS NEGATIVOS:

Uma errada concepção teórica e prática da independência dos cônjuges entre si; as graves ambigüidades acerca da relação de autoridade entre pais e filhos; dificuldade na transmissão dos valores cristãos; número crescente de divórcios; a praga do aborto; a esterilização; a família, que desempenha uma função concreta e fundamental na sociedade, e alvo de numerosas forças que a procuram desestruturar e destruir; a mentalidade contraceptiva, a falta dos meios fundamentais para a sobrevivência da família como: trabalho, habitação, medicamentos e falta de políticas públicas que possam mudar esta situação negativa na qual se encontra a família. Nos países ricos destaca-se como ponto negativo a baixa taxa de natalidade (n. 14-16

As mudanças sociais e a sua repercussão na família.

Existência de diferentes modelos de famílias; novas concepções e técnicas de procriação; redução de número de filhos; emancipação da mulher e seu trabalho fora do lar; conflito de gerações; aumento da violência dentro e fora de casa; fragilidade das políticas públicas sociais; relativismo religioso, ético e cultural; migração desordenada e perca do fator de integração social da família. Influência negativa da globalização. Degradação do ser humano; a imaturidade psicológica e o abandono de valores morais; a desestruturação da família, uniões livres, difusão do homossexualismo, profissionalização da prostituição; a difusão do rompimento de vínculo conjugal, produções independentes, aumento de mães e pais solteiros; a distribuição maciça de contraceptivos; fecundação artificial; o aborto, a rejeição, a redução e o abandono dos filhos, as falhas dos pais na sua responsabilidade de educadores, omissão paterna; os meios de comunicação social e a dupla jornada de trabalho da mulher.

O impacto do secularismo e do indiferentismo religioso sobre a família.

 Prega uma privação e uma negação de Deus;  civilização consumista e do hedonismo;  ambição de poder; impera a moda do “Você decide” e do “eu acho”;   subjetivismo e relativismo religioso;  dificuldade de aceitar a doutrina do Magistério da Igreja sobre a vida humana na área da moral social e sexual;  separação entre fé e vida;   dificuldade de viver a espiritualidade dos casais;   desconhecimento da doutrina da Igreja sobre a religião e a família;   a situação de pobreza dos brasileiros e o consumismo exagerado de outros.

O matrimônio e a família: a obra predileta de Deus.

Deus criou o homem e a mulher à sua imagem e semelhança, chamando-os à existência por amor e para o amor. Só o ser humano foi chamado por Deus a compartilhar, pelo conhecimento e o amor, a vida de Deus. O amor é a fundamental e originária vocação do ser humano. A unidade na Trindade é unidade de comunhão.

O Conceito de Matrimonio.
O código de Direito Canônico define matrimônio como: a aliança matrimonial pela qual o homem e a mulher constituem entre si uma comunhão para a vida toda e é ordenada por sua índole natural ao bem dos cônjuges e á geração e educação da prole, e foi elevada, entre os batizados à dignidade de sacramento”. (cânon 1.055


As Finalidades Naturais do Matrimônio.
O matrimônio está baseado na lei natural por que a diferença dos sexos, a atração física, afetiva e psicológica entre homem e mulher existe desde a criação do ser humano, por isso de direito divino positivo. A Teologia e o Código de Direito canônico só regulamentaram o matrimônio natural pré-existente. Assim a união entre homem e mulher é uma integração completa na esfera afetiva, intelectual, espiritual e vital.

As Finalidades do Matrimônio na Bíblia.
Deus criou o homem à sua imagem e criou-os homem e mulher; e os abençoou dizendo-lhes: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e submetei-a”. (Gn 1,27-28); e ainda “Não é bom que o homem esteja só; dar-lhe-ei uma auxiliar que lhe seja semelhante[...] Por isso deixará o homem seu pai e sua mãe para unir-se à sua mulher; e serão os dois uma só carne” (Gn 2,24). Este último texto mostra o amor como integração de personalidades

A Educação dos Filhos.
Sem a educação dos filhos a geração é um ato imperfeito. Os pais tem uma gravíssima obrigação de educar a prole, por isso “os pais são os primeiros e principais educadores, e a família, a primeira escola das virtudes” (Familiaris Consortio n.36).Procriação e educação são dimensões complementares. O direito-dever educativo dos pais qualifica-se como essencial, ligado como está à transmissão da vida humana; e ainda, como original e primário, como insubstituível e inalienável, e portanto, não delegável.

A Família: Igreja Missionária e Igreja Doméstica
Os pais e cônjuges são chamados por Deus a evangelizar a partir da própria família cristã pois receberam uma missão de salvação do próprio Jesus Cristo. Esta missão está baseada no Batismo que nos torna profetas, sacerdotes e pastores. A missão é de ensinar, santificar e governar. Os pais não só comunicam o Evangelho aos filhos, mas podem receber deles o mesmo Evangelho profundamente vivido. São evangelizadores e contagiantes: a paz, a segurança e alegria que emanam de uma fé coerente, vivida no seio de uma família verdadeiramente cristã. A família verdadeiramente cristã também é a melhor sementeira de vocações para o apostolado da Igreja. O caminho das vocações precisa ser preparado pela própria família.

A Inserção da Família na Grande Família da Igreja
A comunidade local deve trabalhar para que todas as famílias a ela pertencentes estejam inseridas na Igreja, de modo especial as famílias mais jovens que se encontram mais expostas a perigos em função dos eventuais problemas criados pela adaptação à vida em comum dos primeiros anos de casamento ou do nascimento dos filhos.“Os casais mais jovens saibam acolher cordialmente e inteligentemente valorizar a ajuda discreta, delicada e generosa de outros casais que já há tempo fazem a mesma experiência do matrimônio e da família” (João Paulo II F.C n.69).

O Chamado Universal à Santidade.
A vocação universal à santidade também é dirigida aos cônjuges e aos pais cristãos através de dois aspectos fundamentais: o sacramento do matrimônio que santifica e a vivência do espírito cristão na vida cotidiana. O Sacramento do matrimônio, que retoma e especifica a graça santificante do batismo, é a fonte própria e o meio original de santificação para os cônjuges (Familiaris Consortio n. 56). O “sim” pronunciado no momento do consentimento é o portal que introduz o casal a uma vida permanente de santificação mútua

Diretrizes da Ação Pastoral Diante dos Desafios Apresentados Sobre a Família

 Proclamar a Palavra de Deus, dar testemunho cristão, dialogar; ter espírito de serviço;  ajudar os jovens a discernir “os caminhos” de Deus; não deixar que a família seja dominada por pseudo-valores (falsos valores);  as famílias católicas precisam renovar sua adesão a de Jesus Cristo e ao Evangelho; fortalecer o amor conjugal, a união familiar e o vínculo da “Igreja Doméstica” com a comunidade eclesial; formar os jovens para a vida matrimonial; acompanhar os casais jovens; dar orientação social sobre a família;  educar para a paternidade e maternidade responsáveis;  promover as crianças e adolescentes; valorizar a vida;  apresentar um lícito planejamento familiar; ajudar as famílias em crise e dificuldades;  ter cuidado com os idosos;  incentivar a evangelização da família pela própria família.
Ajudar os casais a tomarem consciência dos efeitos colaterais dos anticoncepcionais e desmascarar os que são abortivos; conscientizar os pais de que os filhos são uma benção de Deus e destacar a alegria da paternidade e da maternidade;  desenvolver programas de difusão dos métodos naturais para o planejamento da fertilidade conjugal e para a paternidade e maternidade responsáveis; testemunhar, explicar e ensinar de forma clara a doutrina da Igreja sobre o direito à vida humana desde o momento da concepção.  Denunciar a prática generalizada dos abortos em nossa região; valorizar o tema da castidade, as uniões monogâmicas, fiéis e exclusivas nas campanhas de publicidade que combatem as doenças sexualmente transmissíveis;

Princípios Educativos
A educação dos filhos é uma tarefa solidária entre pai e mãe; o lar é um centro de formação, uma escola dos mais altos valores: o santuário da vida. Os filhos têm o direito de ver nos pais uma coerência entre as palavras e as atitudes de cada um; os filhos também têm uma obrigação cristã de retribuir todo o trabalho que os pais fizeram em seu benefício; honra pai e mãe. Os pais devem viver entre eles o que querem transmitir aos filhos; todos os valores não vem de fora, mas vem de dentro da família;  um Lar para ser feliz depende da vivência dos valores cristãos neste mesmo lar como por exemplo: honestidade, solidariedade, respeito, sinceridade, lealdade, fortaleza, laboriosidade, constância, fidelidade, prudência, justiça, temperança, castidade, desprendimento, sobriedade, humildade, etc.  

Os pais são os melhores mestres de seus filhos, e seu testemunho vivo é o melhor sistema pedagógico. Deve haver também uma parceria entre a escola e os pais; organizar associações de pais para ajudar na integração das famílias; oferecer cursos, oficinas, seminários sobre educação dos filhos e a família

Algumas Práticas de Espiritualidade no Lar
As orações na família podem ser as orações antes das refeições, o terço em família, a busca dos sacramentos, a busca da conversão, do arrependimento e do perdão quando necessário. A Eucaristia que é a raiz da família, representa a aliança de Cristo com a Igreja.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esteja à vontade!